Os Testamentos Traídos - Ensaios

"Escritas diretamente em francês, as nove partes independentes que compõem Os testamentos traídos podem ser lidas como um romance — arte que Milan Kundera domina com maestria. Publicados originalmente em 1993, os textos evocam figuras como Ernest Hemingway, Igor Stravinski, Leoš Janáček e Franz Kafka para discutir, entre outras questões intelectuais do século XX, a música e a literatura. Estão presentes nesta análise temas como o surgimento do humor nas letras a partir de Cervantes e Rabelais; a necessidade do compromisso com os recursos de linguagem e de estilo nas traduções de autores estrangeiros; os pontos de contato entre as histórias da música e da literatura, que parecem se desenvolver em três tempos. Com a elegância e a profundidade características de toda a sua obra, um dos mais celebrados autores contemporâneos de língua francesa reafirma sua devoção ao ato da escrita neste trabalho que é sobretudo um tributo às grandes artes."

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características



    quem comprou, também viu